alta cultura

na faixa

Footloose

O espetáculo “Footloose”, com direção de Albano Sargaço, será apresentado em inglês, perfeito para quem quer dar um up no idioma. Um rapaz criado na cidade grande se muda para uma pequena cidade do interior e descobre que ali é proibido dançar. Ao lutar pela restauração da dança, ele acaba conquistando o coração de Ariel, filha do conservador reverendo Shaw Moore, responsável pela proibição. Musical inspirado no filme, estrelado por Kevin Bacon na década de 80.

serviço

o quê: Footloose (115 min)
quando: 3 e 4 de novembro, sábado às 20h30 e domingo às 19h
onde: Teatro Cultura Inglesa –Pinheiros (137 lugares)
endereço: Rua Dep. Lacerda Franco, 333 – Pinheiros
telefone: (11) 3814.0100
entrada: gratuita – retirar ingressos uma hora antes do espetáculo
classificação: 12 anos
informação: http://www.culturainglesasp.com.br

03/11/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A Falecida

O grupo Teatro do Kaos apresenta o espetáculo “A Falecida”, de Nelson Rodrigues. Primeira tragédia carioca do dramaturgo Nelson Rodrigues, A Falecida narra o drama de Zulmira, um mulher que idealiza um enterro luxuoso como desaforo à vida miserável que leva na periferia. Temas como miséria, sonhos, traição, religião, doença, carnaval e futebol permeiam a narrativa, que é contada com os atores debaixo de uma chuva.

serviço

o quê: A Falecida
quando: até 18 de novembro, sábados, às 20h e domingos, às 19h
onde: Oficina Cultural Oswald de Andrade (40 lugares)
endereço: Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro
telefone: (11) ) 3222-2662
entrada: gratuita – Retirar ingressos com meia hora de antecedência.
classificação: 16 anos.
informações:http://www.oficinasculturais.org.br

28/10/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Jorge Amado é homenageado no teatro

Inspirada na vida e obra de Jorge Amado, a peça “Amado”, com texto de Marcelino Freire em colaboração com Luan Maitan e elenco, faz uma leitura sobre diversos protagonistas criados pelo famoso autor baiano, cujo centenário de nascimento comemora-se neste ano. Difícil encontrar um brasileiro que não tenha se envolvido com as tramas do escritor, seja por meio de um de seus 45 livros publicados ou pelas versões de suas obras, adaptadas para o teatro, o cinema, as novelas e até aos enredos de escolas de samba. Na história de Amado, o circo, a comédia, o drama e a tragédia, em seus variados sotaques e trejeitos, são partilhados com o público. Nove artistas que integram o Instituto Brincante, do qual também faz parte a diretora Rosane Almeida, reinventam personagens e conflitos presentes nas obras do escritor baiano, dentre elas Dona Flor e Seus Dois Maridos, Quincas Berro D’água, Gabriela, Cravo e Canela e Capitães de Areia. E, dessa forma, homenageiam a obra de um escritor que soube traduzir como poucos a alma coletiva do povo brasileiro.

serviço

o quê: Amado (70 min)
quando: até 2 de dezembro, sábados e domingo às 16h
onde: Centro Cultural Fiesp- Teatro Sesi (456 pessoas)
endereço: Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp
entrada: gratuito. Distribuição na abertura da bilheteria no dia do evento
telefone: (11) 3146.7405
informação:www.sesisp.org.br/

21/10/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O espetáculo “Aqui” é Branca de Neve para adultos

A Mostra Brasileira de Dramaturgia Contemporânea do Club Noir apresenta o espetáculo “Aqui” com texto de Martina Sohn Fischer e direção de Juliana Galdino. A peça instaura um outro mundo, habitado por outras formas de vida, não-humanas. A proposição de uma nova mitologia, de novos arquétipos, por meio de uma obra que se desenvolve como um estranho conto-de-fadas. AQUI fala do surgimento e desaparecimento pelo pó – essa entidade tão presente na vida humana – agora experienciada por Branca de Neve e seus pares. No elenco Gabriela Ramos, Paula Spinelli, Fernando Gimenes, Bruno Ribeiro, José Renato Forner, Zé Geraldo Jr. e Marcelo Rorato.

serviço

o quê: Aqui (40 min)
quando: até 11 de outubro, de terça a quinta, às 21h
onde : Club Noir (42 lugares)
endereço: Rua Augusta, 331
telefone: (11) 3255.8448
entrada: gratuita – retirada dos ingressos uma hora antes do espetáculo
classificação: 16 anos
informação: http://ciaclubnoir.blogspot.com.br/

26/09/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ópera dos Vivos

A Cia. do Latão apresenta o espetáculo “Ópera dos Vivos” que materializa três anos de pesquisas realizadas pelo grupo e divide-se em quatro atos “Sociedade Mortuária”, “Tempo Morto”, “Privilégio dos Mortos” e “Morrer de Pé”, relativamente independentes entre si, que põem em foco as linguagens do teatro, do cinema, da música e da televisão. Fundada por Sérgio de Carvalho em julho de 1997, no mesmo Teatro de Arena, a Companhia do Latão inspira-se na dramaturgia de Bertolt Brecht para fundamentar uma reflexão crítica sobre a sociedade atual.

serviço

o quê: Ópera dos Vivos
quando: até 23 de setembro, sexta a domingo, às 19h
onde: Teatro de Arena da Funarte Eugênio Kusnet
endereço: Rua Dr. Teodoro Baima, 94 – Vila Buarque
telefone: (11) 3256-9463
entrada: gratuita – retirar ingresso uma hora antes do espetáculo
classificação: 16 anos
informação: http://www.funarte.gov.br/evento/opera-dos-vivos-7/

15/09/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Nós do Morro encena Bandeira de Retalhos

Para comemorar o sucesso dos 25 anos de existência Nós do Morro, o grupo vai encenar a peça Bandeira de Retalhos − musical que conta a história de resistência pela qual passaram os moradores da favela do Vidigal, RJ. O texto é de Sérgio Ricardo e a montagem tem direção de Fátima Domingues e Guti Fraga. Na peça, os becos, os dilemas, as alegrias e as personalidades locais são a fonte de inspiração para que atores e cenários retratem com fidelidade aquele momento. Essa luta deu início à associação de moradores, que garantiu mais oportunidades à comunidade. Hoje o grupo se tornou uma das principais companhias teatrais do Rio de Janeiro revelando novos talentos para a televisão, para o cinema e para o próprio teatro.Fonte: Itaú Cultural

serviço

o quê: Bandeira de Retalhos
quando: 26 de agosto, às 20h
onde: Itaú Cultural (247 lugares)
endereço: Av. Paulista, 149 – Paraíso – estação Brigadeiro do Metrô
telefone: (11) 2168.1777
entrada: gratuita- ingressos distribuídos com meia hora de antecedência
classificação: 18 anos
informações: www.itaucultural.org.br

26/08/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cidade Fim – Cidade Coro – Cidade Reverso

O Grupo Teatro de Narradores apresenta o espetáculo teatral “Cidade Fim – Cidade Coro – Cidade Reverso “. Idealizado a partir de uma pesquisa sobre a vida operária e sua história no bairro do Bexiga/Bela Vista, o espetáculo, dividido em três partes, elabora trajetórias desde o final dos anos 1970 até os dias atuais. “Cidade Fim” é um filme, projetado sob a intervenção ao vivo de atores e músico, confrontando depoimentos sobre o trabalho destes artistas, hoje, e aspectos da vida operária em 1980, quando das mobilizações no ABC. “Cidade Coro” se dá como um “jogo de cena”, reunindo atores e não-atores, de modo a refazer trajetórias, a partir de um jogo de depoimentos (reais e ficcionais), que se desenham desde aquele período de mobilização até a precariedade do trabalho flexível e suas consequências hoje. “Cidade Reverso” leva o público para o espaço aberto, em clima de intervenção e festa, ocupando rua e espaços do entorno, com uma fábula fragmentária sobre a “vida alucinada” de nossos dias, revendo criticamente em sua estrutura elementos do melodrama. Fonte:SESC

serviço

o quê: Cidade Fim – Cidade Coro – Cidade Reverso (150 min)
quando: até 30 de setembro, sábado e domingo, às 20h
onde: Espaço Maquinaria
endereço: Rua Treze de Maio, 240, 2º andar – Bela Vista
telefone:(11) 3853.3651
entrada: gratuita
classificação: 14 anos
informações: http://teatrodenarradores.com.br/

18/08/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , | Deixe um comentário

Regina Braga interpreta a poetisa Elizabeth Bishop

O monólogo “Um Porto para Elizabeth Bishop”, escrito por Marta Góes especialmente para interpretação de Regina Braga e com direção de José Possi Neto, retrata os anos em que a poetisa norte-americana, Elizabeth Bishop (prêmio Pulitzer de Poesia em 1956), viveu no Brasil, nas décadas de 1950 e 1960. Em 1951, com 40 anos de idade e sofrendo de depressão e alcoolismo, Elizabeth desembarcou, no porto de Santos, com a expectativa de ficar duas semanas no Brasil. Acabou morando, por 15 anos, no Rio de Janeiro, em Petrópolis e em Ouro Preto. A peça traz à tona personagens da história recente do Brasil, como Carlos Lacerda, Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, João Cabral de Mello Neto e, sobretudo, Lota de Macedo Soares, urbanista e paisagista carioca, idealizadora do Aterro do Flamengo, com quem Elizabeth viveu durante 15 anos. Fonte: Caixa Cultural

serviço

o quê: Um Porto para Elizabeth Bishop (70 min)
quando: até 26 de agosto, de quinta a domingo, às 19h
onde : Caixa Cultural Sé (80 lugares)
endereço: Praça da Sé, 111 – Centro
telefone: (11) 3321.4400
entrada: gratuita – os ingressos devem ser retirados na bilheteria uma hora antes do espetáculo
classificação: 12 anos
informação: http://www.caixacultural.com.br

16/08/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , | Deixe um comentário

A Festa

O Projeto ‘A Máquina do Tempo’ apresenta o experimento cênico “A Festa” que propicia experiências temporais compartilhadas entre público e atores. Numa espécie de repartição sem janelas, um “poupa-papa-tempo”, com seções de atendimento, bancos de espera e relógios sem ponteiros, o público, enquanto espera, é convidado a quantificar certos aspectos da sua vida. A partir da data de nascimento, será calculada a quantidade de dias vividos de cada pessoa presente com seus respectivos dias de vida. “A partir desse ponto, constrói-se quadros sobre aspectos coletivos e pessoais da memória, do esquecimento, do futuro, do sonho e da finitude. A contínua lavagem de pratos brancos questiona a realidade e a qualidade das experiências de todos. Ao final, as janelas são abertas e revela-se a presença da cidade, provocando uma reflexão sobre o tempo presente”, adianta a diretora Cristiane Zuan Esteves.

serviço

o quê: A Festa (70 min)
quando: 4 e 5 de agosto, sábado às 21h e domingo às 19h
onde: Centro Cultural b_arco
endereço: Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 426 – Pinheiros
telefone: (11) 3081-6986
entrada: gratuita – Retirar ingresso com uma hora de antecedência.
classificação: livre
informações: http://www.opovoempe.org

04/08/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , | Deixe um comentário

Maria Luisa Mendonça interpreta Zulmira na peça “A Falecida”

No projeto Nelson Rodrigues 10 anos será apresentado o espetáculo teatral “A Falecida”, com direção de Marco Antonio Braz. Em 1953, estava em voga o realismo socialista, teoria segundo a qual todas as histórias deveriam ter um final positivo ressaltando as conquistas do proletariado. Contra a corrente, o que importava para o dramaturgo era o indivíduo. O tema da obsessão retorna, agora voltado para a morte. Poderá um enterro de luxo compensar uma vida simples e miserável? A Falecida marca o reencontro do teatro de Nelson Rodrigues com o sucesso comercial. Cansado de desagradar às plateias conservadoras, aos críticos e à censura, resolveu agradar a si mesmo e a seu público. Maria Luisa Mendonça interpreta Zulmira.

serviço

o quê: A Falecida (90 min)
quando: até 2 de dezembro, quintas e sextas-feiras, às 20h30
onde: Centro Cultural Fiesp (456 pessoas)
endereço: Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp
entrada: gratuito. Apenas para os espetáculos de quinta e sexta.
telefone: (11) 3146.7405
informação:www.sesisp.org.br/

03/08/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , | Deixe um comentário