alta cultura

na faixa

A Falecida com Lucélia Santos

A Falecida - Divulgação

O espetáculo “A Falecida”, um dos mais famosos textos de Nelson Rodrigues, tem direção de Marco Antônio Braz. Lucélia Santos interpreta a personagem principal, Zulmira. Soma-se a ela um elenco formado por 13 atores. Na narrativa rodriguiana, o espectador é levado a refletir sobre o homem e seu destino, assim como nas clássicas tragédias gregas. O pano de fundo é um Rio de Janeiro essencial e metafórico, com ênfase nos personagens e cenários da zona norte dos subúrbios, da Tijuca a Madureira. A Falecida pretende ser um grande desfile dramático teatral com elementos essenciais da nossa cultura. Elenco: Lucelia Santos, Rodrigo Fregnan, Willians Mezzacapa, Fábio D´Arrochela, Claudinei Brandão, Rafael Boese, Alessandro Hernandes, Jackie Obrigon, Tatiana de Marca e Luciana Caruso.

serviço

o quê: A Falecida (90 min)
quando: até 17 de fevereiro, de quinta a sábado, às 21h; e domingos, às 19h30
onde: Centro Cultural Fiesp (456 pessoas)
endereço: Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp
telefone: (11) 3146.7405
entrada: gratuito – distribuição dos ingressos na bilheteria, no dia do evento
classificação: 14 anos
informação:www.sesisp.org.br/

10/02/2013 Posted by | teatro | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Maria Luisa Mendonça interpreta Zulmira na peça “A Falecida”

No projeto Nelson Rodrigues 10 anos será apresentado o espetáculo teatral “A Falecida”, com direção de Marco Antonio Braz. Em 1953, estava em voga o realismo socialista, teoria segundo a qual todas as histórias deveriam ter um final positivo ressaltando as conquistas do proletariado. Contra a corrente, o que importava para o dramaturgo era o indivíduo. O tema da obsessão retorna, agora voltado para a morte. Poderá um enterro de luxo compensar uma vida simples e miserável? A Falecida marca o reencontro do teatro de Nelson Rodrigues com o sucesso comercial. Cansado de desagradar às plateias conservadoras, aos críticos e à censura, resolveu agradar a si mesmo e a seu público. Maria Luisa Mendonça interpreta Zulmira.

serviço

o quê: A Falecida (90 min)
quando: até 2 de dezembro, quintas e sextas-feiras, às 20h30
onde: Centro Cultural Fiesp (456 pessoas)
endereço: Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp
entrada: gratuito. Apenas para os espetáculos de quinta e sexta.
telefone: (11) 3146.7405
informação:www.sesisp.org.br/

03/08/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , | Deixe um comentário

Marco Ricca é Boca de Ouro

O projeto Nelson Rodrigues 100 anos apresenta o espetáculo teatral “Boca de Ouro”, com direção de Marco Antônio Braz. O chofer do ônibus que Nelson Rodrigues costumava pegar se orgulhava sempre de seus 27 dentes de ouro maciço, 24 quilates. Ele foi a inspiração para o dramaturgo contar uma história do submundo e do poder paralelo da contravenção. Boca de Ouro, interpretado pelo ator Marco Ricca, é o representante fiel da malandragem e da ginga carioca. Metido, cheio de bossa, o protagonista tem densidade psicológica, complexado por causa da sua origem humilde. Antecipando uma discussão que até hoje não tem fim, Nelson desvenda o processo metafísico da violência e da ambição pelo poder, numa lição construtiva e cada vez mais contemporânea.

serviço

o quê: Boca de Ouro (100 min)
quando: 21 e 22 de julho, às 17h
onde: Centro Cultural Fiesp (466 pessoas)
endereço: Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp
entrada: gratuito. Retirar ingressos no dia do espetáculo a partir do 12h
telefone: (11) 3146.7405
informação:www.sesisp.org.br/

21/07/2012 Posted by | teatro | , , , , , , , | Deixe um comentário

Hell

O espetáculo “Hell” tem direção de Hector Babenco na primeira adaptação teatral do romance de Lolita Pille. A peça é baseada no polêmico livro “Hell”, da escritora francesa, que procura desvendar as transformações culturais, ícones e comportamento da juventude do terceiro milênio. Fenômeno editorial na França e best-seller em dezenas de países, o romance Hell marcou em 2003 a estreia da escritora, então com 21 anos. Retrato devastador da juventude rica e consumista de Paris, que preenche suas vidas com sexo, álcool, drogas e roupas de grife, Hell poderia se passar em qualquer grande cidade do mundo, pois espelha os valores e o comportamento de uma classe que, sem encontrar limites para o prazer, vive o angustiante vazio do excesso. Na adaptação do livro para o teatro, a primeira no mundo, Babenco teve a parceria de Marco Antônio Braz, concentrando a dramaturgia em dois personagens: Hell, a protagonista interpretada por Bárbara Paz, e Andrea, o homem que ama, vivido por Ricardo Tozzi.

serviço

o quê: Hell (75 min)
quando: 17 de dezembro, às 17h e às 20h
onde: Centro Cultural Fiesp- Teatro do Sesi (456 lugares)
endereço: Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp
entrada: gratuita. Retirar ingressos na bilheteria a partir das 12h.
telefone: (11) 3146.7405
classificação: 16 anos
informação:www.sesisp.org.br/home/2006/centrocultural/Prog_teatro_HELL.asp

17/12/2010 Posted by | teatro | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A Alma Boa de Setsuan com Denise Fraga

O III Festival Ibero-Americano de Teatro de São Paulo conta com a participação de 15 grupos teatrais e 20 peças de Portugal, Espanha e mais 8 países latinoamericanos. Hoje será apresentado o monólogo “O Ator”, de Chico Assis, com Lima Duarte. Em seguida o espetáculo “A Alma Boa de Setsuan”, de Bertolt Brecht, direção de Marco Antonio Braz, com Denise Fraga.

serviço

o quê: O ator (30 minutos) A Alma Boa de Setsuan (60 minutos)
quando: 8 de março, às 21h
onde: Memorial da América Latina – Auditório Simón Bolívar
endereço: av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda
telefone: (11) 3823.4787
entrada: gratuita- Retirar ingressos a partir das 13h.
informações: www.memorial.sp.gov.br

08/03/2010 Posted by | teatro | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário