alta cultura

na faixa

Mostra Cinema de Bordas

Encerra hoje a terceira edição da mostra Cinema de Bordas, do Itaú Cultural, que reúne filmes produzidos de forma independente, com baixo orçamento e alguns de estética “trash”. São trabalhos que se concentram em narrativas de ficção e fazem proveito de histórias e imagens de outros produtos culturais, como filmes antigos, HQs e seriados. Também é característica dessas produções a adaptação do conteúdo segundo o modo de vida e o imaginário popular das comunidades envolvidas no processo criativo. O evento encerra com a apresentação do programa 5. Será exibido o filme “O Lobisomem da Pedra Branca”, de José Denísio Pereira (30 min, Pedralva (MG), 1982-1983). Na década de 1930, o médico da cidade de Pedra Branca, após desilusão amorosa, cria soro que o transforma em terrível lobisomem. A fera passa a aterrorizar os moradores e os políticos locais, às vésperas das eleições municipais. Em seguida “A Maleta”, de Rodrigo Brandão. (16 min, Santos Dumont (MG), 2010) Pessoas matam e morrem pela maleta. O que de fato ela carrega? Um homem irá protegê-la, mesmo que para isso tenha de deixar um rastro de sangue por onde tentarem impedi-lo de cumprir sua missão. Tem ainda “O Tormento de Mathias”, de Sandro Debiazzi. (51 min, São Paulo (SP), 1992-2011). Interno há 40 anos do manicômio municipal, o ex-pianista de igreja Mathias Gottlieb vislumbra a possibilidade de mais uma fuga com o aparecimento de um ingênuo jornalista interessado em escrever sua história. Vingança, sangue e horror são lições amargas para quem experimenta cruzar seu caminho.

serviço

o quê: Programa 5(97 min) (O Lobisomem da Pedra Branca, A Maleta e O Tormento de Mathias)
quando: 24 de abril, às 18h
onde: Itaú Cultural (247 lugares)
endereço: Av. Paulista, 149 – Paraíso – estação Brigadeiro do Metrô
telefone: (11) 2168.1777
entrada: gratuita- ingressos distribuídos 30 minutos antes do espetáculo.
classificação: 14 anos
informações: www.itaucultural.org.br

24/04/2011 Posted by | cinema | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Daniel Peixoto no Prata da Casa

Há pelo menos cinco anos Daniel Peixoto é um dos nomes mais quentes da música eletrônica brasileira. Cearense do Cariri, o cantor começou a chamar atenção como integrante do grupo Montage. Letras e performances provocantes viraram sua marca – e ela segue intacta nesse começo de carreira solo. O plano é lançar “Mastigando Humanos”, seu álbum de estreia, nas próximas semanas e arrebatar uma audiência ainda maior, já que agora suas influências estão mais populares. Daniel não abandonou o eletro-rock da época do Montage, mas está muito mais “tropical”, como gosta de dizer. O tecnobrega do Pará é sua atual paixão, como fica claro em “Flei”, a música mais emblemática da nova fase. Com auxílio de DJs e produtores em dia com a música digital global, o cantor também se aproximou mais do funk carioca e do forró, ainda que esses ritmos apareçam bastante diluídos em sua equação sonora. “Raio de Fogo” e “I Trust my Dealer”, que incendiavam os shows do Montage, seguem no seu repertório. Com DJ Chernobyl, Xavier Francisco (bateria), Carlos Eduardo Gadelha (guitarra), Rodrigo Brandão (baixo), Veruscka Girio (projeções).

serviço

o quê: Daniel Peixoto
quando: 12 de abril, às 21h
onde: Sesc Pompeia – Choperia
endereço: rua Clélia, 93 – Pompéia
telefone: (11) 3871.7700
ingressos: gratuito – Retirar o ingresso uma hora antes do show.
Classificação: livre
informação: www.sescsp.org.br

12/04/2011 Posted by | show | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário