alta cultura

na faixa

Dona Jandira no Prata da Casa

Artesã e educadora até os 66 anos, a alagoana Dona Jandira viu sua vida mudar em 2004, quando precisou tirar uma carteira profissional de músico para trabalhar com um coral infantil em Ouro Branco (MG), cidade na qual está radicada. Na própria Ordem dos Músicos do Brasil, encontrou o baixista José Dias, que se ofereceu para fazer a carreira da cantora tardia decolar. O disco que surgiu a partir daí é um primor. Hoje com 72, Dona Jandira deve ser a melhor intérprete viva de “Na Baixa do Sapateiro”, clássico de Ary Barroso. A versão do álbum, com participação do percussionista Babilak Bah, é qualquer coisa. Divisão, timbre, sotaque… Tudo em Dona Jandira é único. Até a forma como ela empunha o violão é diferente, com o braço do instrumento mais próximo ao pescoço. Enfim, é uma abordagem amadorística, na acepção mais bonita do termo. Dolores Duran, Tom Jobim e Lupicínio Rodrigues estão entre os autores preferidos dela, que costuma escapar do palco para cantar as músicas mais perto das pessoas. Com José Dias (baixo), Fernando Rodrigues (violão, cavaquinho e guitarra), Jairo Lara (sopros) e Pedro Moreira (bateria).

serviço

o quê: Dona Jandira
quando: 24 de maio, às 21h
onde: Sesc Pompeia – Choperia
endereço: rua Clélia, 93 – Pompéia
telefone: (11) 3871.7700
ingressos: gratuito – Retirar o ingresso uma hora antes do show.
Classificação: 12 anos
informação: www.sescsp.org.br

Anúncios

24/05/2011 - Posted by | show | , , , , , , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: